sexta-feira, 12 de novembro de 2010

A volta da inspiração

Logo no inicio daquela conversa, Anna reparou que tinha muito em comum com Paulo. Naquela noite, ficara até o horário do ônibus sair, absorvendo maravilhada o rapaz falar de literatura, de filmes e cultura urbana, e mais uma vez percebeu que aceitar o convite para o café havia sido a decisão acertada.

Paulo também via na nova amiga uma garota muito alem do comum, a cada intervalo que passavam juntos, ele se encantava ainda mais com as histórias contadas por aquela garota de cabelos vermelhos.


Os encontros tornaram-se diários, e só o intervalo já não era suficiente para passarem juntos, e a cada mudança de aula, lá estavam eles, conversando sempre animadamente pelos corredores do bloco 9 da faculdade.


Anna voltava para sua cidade todas as noites pensando e relembrando as palavras das longas conversas com Paulo. O rapaz alto de cabelos escuros, cortados no estilo militar e barba por fazer, com um estilo que variava do jeans e camiseta de banda até o mais social com camisa e sapatos. Ele era tão diferente de todos os meninos que ela conhecia. Quem poderia imaginar que ele sabia tanto sobre diversos assuntos e ainda amava escrever?!


Um mês depois da primeira conversa no café da faculdade, o curso de Comunicação Social do qual ambos faziam parte, cada um na sua especialização, realizaria a Semana Acadêmica, onde seriam ministradas diversas palestras e oferecidos cursos para os acadêmicos. Anna viu na Semana Acadêmica uma maneira de aumentar seu conhecimento na área jornalística e para isso resolveu ficar na cidade para as oficinas que aconteceriam no período vespertino.


Contando seus planos para Paulo, viu os olhos do rapaz brilharem ao dizer que ficaria durante a semana toda na cidade, não retornando todas as noites como fazia. Paulo sentiu que era durante aquela semana que a amizade deles, algo tão especial e importante para ele poderia evoluir. Essa evolução, ele esperava fosse para um romance, já que àquela altura encontrava-se completamente apaixonado por Anna.
A única dúvida de Paulo, no momento era se a melhor amiga aceitaria elevar a relação deles para o patamar do namoro.


Era impossível dizer que Anna não estava animada com a proximidade de Paulo, já que desde que começaram a conversar e a amizade tão forte nasceu ela vinha tendo diversos arrombos de criatividade e escrevia como se fosse a única coisa importante no mundo, seus textos estavam cada vez mais elaborados e as poesias mais inspiradas. Tudo isso por causa do garoto do 3º ano de publicidade que a chamou para um café.

[Continua...]

- x -

Só pra dizer pra quem ainda não sabe. Estou numa ótima, comigo mesma, com meu amor, com a facul, com meus amigos, com tudo!! hehe!!

E ai, quem tá afim de ser feliz, bate aqui o/

- x -

Ao meu namô mais lindo, todo o meu amor.
Aos meus queridos amigos que se mostraram ainda melhores durante essas semanas, o meu muito obrigada.
Aos colaboradores, estamos esperando textos novos, okay?

E ao resto do mundo...

Paz e Força Sempre!!

2 comentários:

  1. Gostei do texto e de suas palavras! o/
    a Felicidade só depende de nós mesmos!
    =D

    ResponderExcluir