quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Reflexões.

"Sabe, há um momento ou fase na vida que a gente aprende e/ou conclui que nem sempre quem tem asas é anjo e quem tem rabo pontudo é demônio. Nem sempre fazer o bem signifca seguir por caminhos de atos 100% corretos, e que há vezes também em que fazer o errado pode ser a única chance possível de se fazer o bem.

Descobrimos, pela influência (leia-se conselho) de outros ou pela própria experiência que bem ou mal é apenas uma questão de ótica e discernimento sobre os nossos próprios atos e sobre os atos dos outros.

Constatamos o fato inegável e constante de que, em determinados momentos, as pessoas que nunca esperaríamos que nos estendessem as mãos ou nos dessem umas poucas palavras de conforto numa hora ruim, são, as vezes, as que mais nos ajudam, e em contrapartida, aqueles de quem se espera nada menos que a sempre presença em todos os momentos, são os que acabam nos colocando pra baixo, nos virando as costas ou de alguma maneira, nos vendo por mal.

Entendemos que, cedo, tarde ou nunca, as pessoas irão mudar e que cada um de nós tem seu tempo, sua velocidade e seu próprio potencial de auto-transformação e adaptação à vida.

É curiosa a forma como cada um de nós molda seu próprio ser a seu bel prazer.

Há aqueles em que o objetivo da vida torna-se julgar ao próximo em detrimento do seu auto-conhecimento.
Outros são tão pequenos por fora e tão grandes por dentro, que se deixam passar despercebido por si próprio e pelo mundo, apesar do enorme ser que carrega dentro do próprio corpo.
Temos ainda aqueles que se questionam demais, e demoram a entender que a vida não é sobre fazer tudo certo, e sim, sobre saber aprender a cair e se levantar, melhorar e continuar.

Uma hora chegamos a uma conclusão fatídica de que nenhum de nós é 100% anjo ou demônio e existe um boa diferença entre certo e errado, e N óticas para 'julgarmos' tudo.

Curiosa a forma como somos julgados por pessoas que cometem atos senão iguais, piores que os nossos. Fácil é apontar o dedo a esmo no mundo e dizer quem presta ou não, dificíl é estar sob a mira e os julgamentos do próximo, hoje és o caçador, amanha podes te tornar a caça."



Olá leitores, saudade disso tudo. Passei um tempo de turbulências e reflexões, e as trago em forma textual. =)

Vamos lá que 2010 está só começando. Os meus pressentimentoes são de que muita coisa boa vai acontecer esse ano, não sei o que nem como, muito menos por quê, mas estou bem animado pra esse ano.

Por hora é só.
Até a próxima

By: Danilo Santucci (Dan)

4 comentários:

  1. Adorei seus textos... Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa Dan!! mto bom mesmo..

    Gostei de verdade...

    Acho que esse texto responde à pergunta feita né, continuamos parceiros no MCN... :D

    Beijos, Paz e Força Sempre!!

    ResponderExcluir